22 agosto, 2007

Momentos especiais

Fins de semana muitas vezes são pra descansar,cochilar no sofá vendo filmes antigos ou aquelas series que tanto gosto.Os meus tem sido de viveres sem descanso,mas não menos deliciosos.Aproveito muitos deles pra fazer comidinhas que os filhos tanto gostam,já que durante a semana correm tanto e mal dá pra se sentarem a mesa.Nesse revi amigos.Depois de uma sexta M A R A V I L H O S A com o Kleiton,o fim de semana só poderia estar começando bem.O Ale me liga dizendo que quer aquela feijoada do boteco que tanto gostamos,vem junto com Monica e a Rafa.Menina linda de brilho nos olhos,,jeitinho sapeca de menina que esta crescendo rápido demais.Muita caipirinha,caldinho com pimenta e a delicia de estar com pessoas que se gosta.Mal respiro e a Sami liga já a caminho,iríamos ao teatro.Mais amigos,os meninos que aparecem na peça com participação especial e riem escondido junto conosco na penúltima fileira,café junto aos atores, risadas e abraços.Quando estamos abertas e com atitude afetuosa nos tornamos receptivos...sempre.De lá uma passadinha no clube,nem eu pensava ir la.Passada rápida onde dou muita risada com a Lili e mais algumas amigas.Domingo penso:Acordar bem tarde,descansar tudo.Eis que os filhotes pedem mimo e lá vou eu fazer o tão já famoso,strog de queijo .Ufá,acabado esse mimo de estar junto a mesa,falar de coisas,trabalho,planos.Corro para o sofá achando que iria descansar.Que nada,a Ju liga.Saudades de dar aquele abraço que une corações.Como estava com saudades dessa loira,um café ,o resto do sorvete um suco pra Ju miniatura e mais carinho.Um fim de semana que recarregou energias de afeto,onde estou repleta dele.Dei e recebi Isso que é VIVER.


Denise


Amigo,um ensaio

Difícil querer definir amigo. Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta. Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência. É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo "por vir". É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso. Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava. Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é multimídia. Olhos... amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris. Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação: amigo é quem te ama "e ponto". É verdade e razão, sonho e sentimento. Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.



Marcelo Batalha Rio de Janeiro http://www.geocities.com/marcelobatalhahttp://divulgandotap.blogspot.com

2 comentários:

Anônimo disse...

Blanche
Amigo é aquele que deixa recado emocionado na Secretária Eletrônica, porque ficou emocionado com a sua felicidade. Amigo é aquele que te mima com um monte de foto que vc procurava háaa muito tempo. É quem te escuta, não concorda com o seu estilo de pensar, mas não faz criticas impondo a verdade dele e por ai vai. Quer que eu cite mais AMIGA ?????????? TE AMOOOOOOO DDDDDD ++++++ !!!

07/09/2006 24:43

Marcelo disse...

Olá,

Acabei de visitar o site, onde cheguei através do Google. Nesta página, vi que um texto meu, cujo título correto é "Amigo, Um Ensaio", é citado (sem problemas, ok?) sem o autor correto (não é Vinicius de Moraes), e então resolvi enviar esta mensagem com o link para o texto na íntegra e citando o nome do autor correto.

Parafraseando meu próprio sobrenome, essa é uma "batalha" que enfrento desde 1996: o texto é de autoria de Marcelo Batalha, escrito em outubro de 1996. Esse texto fez muito sucesso e se espalhou pela rede (está hoje presente em mais de 500 sites e blogs espalhados pela internet, segundo os sites de busca), mas em alguns casos como "autor desconhecido" e até com nome de outros autores. Além disso, o texto vem sendo veiculado até de forma incorreta, com a diagramação errada e frases a menos ou a mais. Gosto sempre de avisar aos amigos blogueiros e deixar o nome do autor para que o erro não se espalhe, mas por causa dos copy-and-pastes é complicado mesmo, não se preocupe. Qualquer dúvida, veja o texto completo e correto em

http://www.geocities.com/marcelobatalha

Por favor, coloque o autor. Deixo um grande abraço, muito sucesso, uma vida sensacional, cheia de saúde e paz, são os votos de

Marcelo Batalha
Rio de Janeiro
http://www.geocities.com/marcelobatalha
http://divulgandotap.blogspot.com

----

Amigo, um Ensaio
(Marcelo Batalha)

Difícil querer definir amigo. Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo "por vir". É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas aguas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é multimídia.

Olhos... amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.

Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação : amigo é quem te ama "e ponto". É verdade e razão, sonho e sentimento. Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

(Marcelo Batalha, 20 de outubro de 1996)