29 maio, 2008

Me basta...

Já amei e fui amada 
Amei também sem ser amada

Também não amei quem me amava

Já nadei em lago,

rio

e por baixo de uma cachoeira


Eu sonhei,

voei alto...

MUITO alto

e caí feio,

muito feio

Já idealizei pessoas

Me decepcionei
muito...

Gostava de gente

Hoje escolho a "gente" a quem gostar

Dei palpite onde nem devia

Me recusando a ser conivente com ações erradas.

Me
danei...

Fui mal interpretada.

Calei...

Vi um pôr-do-sol

muitos deles

E o nascer dele
também

Já nadei no mar à noite mesmo morrendo de medo de
tubarão

Tenho medo as vezes

Já gritei de desespero e ri sozinha uma lembrança

Já cai

levantei
cai novamente pra levantar

nem sempre sorridente

Tomei vários porres

fumei baseado

Fiquei tonta e jurei que jamais fariar e fiz

Chorei noites seguidas

Já fiz
dramas


Fiz amigos alguns eternos outros...ausentes

dei muito e recebi

Já fui abandonada e pior me senti abandonada

já abandonei

Idéias


ideais


amigos


sonhos


ajudei e fui ajudada

fiz loucuras

viajei sem sair do lugar

arrependi das coisas

que não fiz

Abracei minha mãe com esperança que o tempo parasse
naquele momento

Pena não parou
ela se foi

Já pensei em me matar
tive vontade de
matar

Já cantei sozinha
Já cantei pra
alguém...

Fiz muita canção de ninar
e as cantei para os meus
filhos

Já senti muita dor
muita...

já chorei de felicidade
muita...


me importei com o que pensavam de mim

Hoje pouco importa o que
acham-falem-comentem-espalhem,
pouco importa

Já quis ser perfeita,

vi que perfeição além de impossível

não tem a menor graça!

É por demais lógica,
por demais...

sem surpresas e sem emoção.

Minha
irmã acho que nem sabe
mas me encanta e me causa orgulho
assim como
causou a minha mãe

Já estou aprendendo a ser mais tolerante comigo e com os
outros.

Já quis alguém ....

Consegui e perdi me senti muito
sozinha
e as vezes ainda me sinto

Já chorei alto no cinema

exigi e exijo muito de mim e exigi muito das
pessoas

Meu filhos tem meu amor incondicional
infinito

Apesar de nunca saber o que me espera na próxima descida,
ainda prefiro essa vida montanha russa....

A uma vidinha carrossel....

Aprendi que tenho MUITO a aprender

e isso por hora me basta...

Denise

5 comentários:

Maria disse...

Os momentos, sabores e emoções que vivemos ao longo da vida são os fatores que somam a beleza da paisagem que vemos quando olhamos para trás. Só quem vive intensamente o presente sabe o valor que seu passado tem como referência da felicidade possível...

Te gosto muito, linda!!!

Anônimo disse...

Fico cada dia mais entorpecida com suas palavras e seus relatos, seus pensamentos, medos e anceios.

Lua.

{Alana}LK disse...

Linda Lícia, sempre tão suave ao descrever seus sentimentos e emoções. Beijos doces pra ti

Lilian disse...

Licia,desnudar sentimentos é tão bom quanto vive-los!
Parabéns pela garra ,pelo imenso tesão pela vida!
Aí está a beleza da vida!
Abraços!
{lilian}_Kl

ki disse...

Bonito poema e bonito tributo ao Dono. Parabéns.

Convido-os a visitar o site do meu Senhor onde temos muitas fotografias de rope bondage. Espero que gostem.

www.bondage4pleasure.com

Todos os comentários por email são bem vindos :)

ki, uma escrava portuguesa, orgulhosa propriedade de Senhor M