14 setembro, 2010

Campo de margaridas

Há dores que sinceramente eu não resolvo,
sinceramente sucumbo(...)
Vem dentro dos amores ,
dentro das perdas de coisas antes possuídas ,
dentro das alegrias havidas.
Há porradas que não tem saída há um monte de
"não era isso que eu queria"(...)
Depois acorda bela ,corta os cabelos ,muda a maquiagem,
reinventa modelos,reencontra os amigos que fazem a velha e merecida pergunta ao teu eu:
"Onde cê tava? Tava sumida, morreu?"
E a gente com aquela cara de fantasma moderno, de expersona falida:
- Não, tava só deprimida.
(Elisa Lucinda)



Ela chegou de mansinho,porque esse é seu jeito menina de ser.
Com seu vestido amarelo cor de sol nascendo,olhos brilhantes de sempre alegres e os cabelos presos em tranças com fitas de cetim.
Puxou-me, para um abraço e sussurrou em meu ouvido que
era hora de voltar.
Pegou minha mão e me convidou para um passeio ,em nosso secreto campo de margaridas.
Me falou das boas lembranças e me fez rir sem conta ,das nossas travessuras.

(Ela,a Denise menina,que sempre volta ,cumprindo sua sina de me trazer sorrisos, lembrou-me que é tempo de voltar a florir) .
Denise

18 comentários:

Roberta disse...

ai que bom, estava sentindo falta do seu afeto e da sua docilidade...

beijos!

Sergio disse...

Sí Denise, me gusta tu texto.

Te espero por mi blog.

Saludos,

Sergio.

A.S. disse...

Sim Denise... e o florescer é sempre um momento de rara beleza!!!

BjO´ss
AL

Sentimental ♥ disse...

é sempre bom ter pra onde voltar...
bjs

Ana Tapadas disse...

«Denise, menina que sempre volta», texto de uma sensibilidade invulgar!
Beijo

Jou Jou Balangandã disse...

É sempre assim para voltarmos...basta escutarmos a voz da eterna criança que continua dentro de nós, e está sempre disposta a sorrir!!

Bem vindas de volta!

Gislãne disse...

Que bom que voltastes!!!
:)

Chorik disse...

Embora eu seja o maior desentendido desses momentos, isso apesar de tê-los com tanta frequência, dê uma ligada quando acontecer isso. Serei o roto ajudando o esfarrapado, mas quem sabe você não me ajuda, e me ajudando, isso também a ajude?
Sei lá, saudades mil!

IVANCEZAR disse...

Idas e voltas, quiçá o mais simples resumo do que é a própria vida ...

Luh disse...

OLá... adorei o blog viu... lindas palavras... seguindo! bjokas!

Maria Fe disse...

olá Denise!
Que belíssimo texto.
Estou de volta, e que bom que te encontro aqui voltando a sorrir!
beijo

Sonica disse...

Texto singelo e doce...Estava c/ saudadesssss
Bjs

Insana disse...

Tao intenso..

bjs
Insana

Aline disse...

Denise que texto mais encantador.

não desapareça... e volte a sorrir, pq já dizia um grande sábio:"vai passar, tu sabes que vai passar"

Daniel Savio disse...

Tem dores que precisam realmente ser curtidas para que elas acabem...

Mas amigos especiais nos fazem perde esta dores mais rápidos.

Fique com Deus, menina Denise.
Um abraço.

Rejane-Enajer disse...

Opa, é isso aí!! uma árvore mesmo parada tem vida. Como você mesma diz: " dona de uma felicidade natural,mesmo que as vezes passe por alguma tristeza momentânea."
Tudo de melhor para você!!
Bjsssssssss

Solange disse...

hoje vou deixar meu carinho para essa linda denise menina, que te resgata, que te salva, que te quer...

porque essas meninas que moram dentro da gente deviam sair mais vezes para o lado de fora !!!!

beijo enorme

Bruna றoraes disse...

Sempre é tempo de voltar a florir minha AMADA Dê! Aproveite a primavera e espalhe cores a vontade por ai (...)!

Olha Dê linda, seu blog está bombando hein! Huahuahua! PARABÉNS pelo sucesso, mais que merecido, claro! Palmas, palmas! Huahuahuahua! Aê!!!

Ó, tem um selinho pra você no meu blog, espero que o receba com carinho! SAUDADES de você, isso porque nunca te vi! Kkkkkkkkkkkk!

Fique com Deus! Muita paz no seu fds! Que o sol brilhe e renove suas esperanças ao amanhecer!

Beijos, beijos, beijos! (:

Bruh!