23 maio, 2010

Intervalo musical - Desembaraçando

Correr de mim
Juraildes Da Cruz
Eu pensei correr de mim, mas aonde eu ia eu tava
Quanto mais eu corria mais pra perto eu chegava
Quando o calcanhar chegava, o dedão do pé já tinha ido
Escondendo eu me achava e me achava escondido
Só sei que quando penso que sei já não sei quem sou
Já enjoei de me achar no lugar que aonde eu vou eu to

Eu pensei correr de mim, mas aonde eu ia eu tava
Quanto mais eu corria mais pra perto eu chegava
Tô pensando em tirar férias de mim, mas eu também quero ir
Só vou se minha sombra não for, se ela for eu fico aqui
Um dia desses sonhando eu pensei não vou me acordar
Vou me deixar dormindo e levanto pra comemorar
O espelho me disse só tem um jeito pro assunto
Não adianta querer morrer porque se morrer vai junto
Se correr o bicho pega, mas se limpar o bicho some
Tem que desembaraçar o novelo da vida do homem

Se quiser que eu vá eu vou, se quiser que eu fico eu fico
Quero ver você sair, meu irmão, dessa sinuca de bico

Um jeito bem humorado de mostrar que é impossivel fugir de si.
Bora então,trazer à luz da consciência tudo que se é....e VIVER em plenitude tudo
que for bom e possível.
Denise

6 comentários:

Tânia regina Contreiras disse...

E tem como fugir da gente mesmo? rs Tem não! Pra onde eu for eu vou e chego antes de mim. Lembrei do "eu me amo e sou correspondida!" rsrs

Beijos

Ventania disse...

é... somos uma parte de um todo indivisivel. ;)

Flor ♥ disse...

Sejamos, então, nossa melhor companhia!

Boa semana!

Bjs.

Lila disse...

Bóra encarar a vida e nós mesmos....isso é viver plenamente.
Bjs

Juan Moravagine Carneiro disse...

"Pode enganar-se a vida muito tempo, mas ela acaba sempre por fazer de nós aquilo para que somos feitos"
(Malraux)

Sempre com belos escritos e fragmentos, agradecido pelas visitas ao Rembrandt

abaço

MR disse...

MARAVILHOSA a musica e o senso de humor!