03 maio, 2010

Desaforo

O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença.




(Érico Veríssimo)




Um chato.
Tão sem assunto,sempre o mesmo jeitão .Dono da verdade,com solução para tudo,menos para a própria vidinha.
Parece que tem sempre um roteiro pré definido,e ai de quem ousar mudar o script.
Lamento meu caro,mas não faço parte dessa sua "novela" ,não sou um dos personagens que tem a fala pronta para te dar retorno.

Seu jeitão meio deprê,sempre no queria,poderia,quem sabe se tivesse, e assim por diante.
Tão vitima da vida!

Sem as lentes coloridas que eu cismei em usar para vê-lo,o cinza que tinha em você começou a aparecer.
No começo foi bom.
Depois...
A tal paixão que eu pensava sentir foi se esvaindo,substituida por aquela sensação que era
pouco,muito pouco o que você me oferecia do tanto que eu te dava.
Na ultima vez,ao amanhecer do dia ,diferente das outras vezes, não fiquei com saudades,nem guardei o travesseiro que você usou,muito pelo contrário.
Troquei as roupas de cama,virei o colchão ,colocando tudo para lavar,junto com a toalha de banho e de rosto.
Parecia que a cada enxaque da roupa com seu cheiro,você ia desaparecendo,deixando de existir.
Hoje penso que ao te receber,estava querendo acreditar que é possivel se existir sem amor.
Mas não,no dia seguinte ,agente percebe que aquilo tudo virou um troço disforme.


Eu a mulher sensivel,aquela que chora com gesto de alguns,que fica exultante com finais felizes,que adora abraços,intensa na entrega,não poderia mesmo aceitar alguém que só oferece "socorros" rápidos,e que na maioria das vezes não consegue enxergar alem do próprio umbigo.

(Não vou dizer que foi ruim.
Também não foi tão bom assim.
Não imagine que te quero mal.
Apenas não te quero mais.)


Denise

Ah,só mais uma coisa...
O "tal" da afinidade musical,aconteceu sim,quando ainda "estavamos",mas nunca estivemos não é?
Portanto,era natural que eu estivesse aberta para
encontrar.(ou não)

quero sambar, meu bem
quero sambar também
não quero é vender flores
nem saudade perfumada
quero sambar, meu bem
quero sambar também
mas eu não quero andar na fossa
cultivando tradição, embalsamada
meu sangue é de gasolina
correndo, não tenho mágoa
meu peito é de sal de fruta
fervendo no copo d´água
[Tom Zé]

38 comentários:

Sylvio de Alencar. disse...

Muito bem cantado o ocaso de sua relação, a descoberta do outro, e o pouco encontrado.
Sem dúvida, houve sensibilidade de sua parte.
(Se foi um fato, ou se um conto foi, não vem ao caso: o ato de escrever - e descrever - foi real).

Bjs.

Denise disse...

Um conto acaso Sylvio.

carinho

Robson Schneider disse...

Ainda bem que existe a possibilidade do "só um conto" né?
Bjo Denise

CURI-QUIETA disse...

Hola Denise!

Sabes que estoy de acuerdo...
Es verdad... el opuesto del amor es la indiferencia... sí!!!

Muy bueno tu texto...

Un beso.

Maris Morgenstern disse...

Oi De.
Já te contei que adoro seus contos?
Eu tinha mania de achar que o Leoni me perseguia na rua pra escrever sobre mim.
Ultimamente acho q é vc que anda fazendo isso,
Aff,
sou fã demais da sua ficção que soa real

Tânia regina Contreiras disse...

Denise, Denise, eu faço coro com você e meu dedo também (como na foto): é isso mesmo, essa fala é quase arquetípica!!!! rsrsr

Adorei, beijos...

Denise disse...

Robson
acho que um conto sempre tem referencias vividas.

Com certeza ja vivi relações onde não havia reciprocidade nos sentimentos e ações.
logico que ja me magoei
etc etc etc

dai não é lá tão dificil assim escrever sobre.
............................
carinho

Denise disse...

CURI-QUIETA
quando chega na indiferença é pq mais nada resstou não é
nem admiração,nem respeito ,nem amizade

triste deve ser isso

afagos

Denise disse...

Pra vc ver Maris
Todas nós temos uma historia dessas pra contar.

afagos

Denise disse...

Tania

qual mulher já não passou por isso
q atire a primeira pedra (me escondendo aqui) rs
aquele q não concordar rs
(risos nervosos e ironicos)
afagos preocupados rs

manuel marques disse...

A indiferença é o sono da alma ...

Beijo.

Insana disse...

Queria ser indiferente a "ele" ser de verdade e não parecer ser.
hj não falo mais com ele no MSN não o blog mais ainda o procuro on.
Queria ser indiferente ao que sinto ao que ele me fez, ao que ele nao fez.

Bjs
Insana

Denise disse...

Manuel
Penso que ao ser magoada de forma irreversivel,na falta de respeito do outro por nós,o que grita mais alto é o amor proprio.
Quem me magoa,aos poucos vai perdendo a importancia para mim,até que um dia,torna-se indiferente.

afagos

Denise disse...

Então Insana.
Um dia,pelo menos penso que sim,vai aflorar em você a certeza que só te merece quem lhe respeita,a vc e os seus sentimentos.
Neste dia creio eu......deixará de olha-lo como você QUER que ele seja.
Pq muitas vezes não amamos a pessoa e sim a ideia do AMOR.

Eu estou aprendendo a amar-me para amar.

carinhos

Vavá disse...

Quando me falam de chatos, sempre lembro do Oswaldo Montenegro, o bom é qe eles passam e nos esquecemos

O Chato

"Ah, todo chato é bonzinho
nunca nos faz nenhum mal
ah, todo chato é calminho
como se faltasse sal
Ah, todo chato te conta
aonde passou o Natal
E sempre te da um dica
de onde ir no carnaval
Ah, todo chato cutuca
pra você prestar atenção
chama cabeça de cuca
e arranha um violão
diz que inventou uma música
e toca as seiscentas que fez
e quando você abre a boca e boceja
ele toca tudinho outra vez
Ah, todo chato é gosmento
mas não há como evitar
eu sou um chato e meu Deus não me agüento
só me tacando no mar"

Denise disse...

Vavá

depois de ler essa letra dessa canção......acho q sou um tiko chatinha rsrsrs

afagos de chatonilda rs

Sil.. disse...

Denise, quem já não teve essa vontade do desabafo, do "desengasgo" rs.
Faço parte no coro do dedo rs!

Um abração!!!

Sentimental ♥ disse...

não gosto de gente q acha q o mundo gira em torno de seu próprio umbigo e pensa q sabe e viveu de tudo.

blergh!!!

Denise disse...

Sil
Estou percebendo que teremos uma legião de dedos assim levantados rs.

Quem nunca se deparou com uma paixão inventada,com um personagem idealizado e de repente se deu conta que o "escolhido" nãocumpria bem o papel?

beijocas

Denise disse...

Nem eu Sen .......nem eu

e o mundo ta cheio né não?
vira e mexe estamos nós esbarrando em umbigos gigantes e EGOS inflados.

fracos é o que são

afagos de protesto rs

Sentimental disse...

OBRIGADA PELA VISITA!!

Adoro suas postagens!

Afagos no coração...

Da sua mais nova leitora!

Maria Fe disse...

Que delícia ler seus escritos.
Estou numa fase em que chega me faltar o ar, de tanta necessidade de sentar, conversar sem me preocupar com mais nada e escrever... e dessas conversas sairem belíssimos contos como este. Ainda bem que da pra ler aqui.
um grande abraço

Mågø Mër£Îm disse...

Um dia eu vou conseguir falar...
"Apenas não te quero mais..."

Juro que vou! rs

Denise disse...

Grata Sentimental
a reciproca é verdadeira

carinhos

Denise disse...

Maria
Que bom que gostou linda

acho que ao optar por uma vida mais simples com direito a ter tempo para essas lonnnnnngas conversas......a vida melhorou bem,se bem que vira e mexe tenho as tais angustias e falta de ar necessitando de tempo.

afagos de carinho

Denise disse...

Mago

o dia que falar é pq chegou a hora,enquanto isso,viva o que tiver que viver,aprendendo ....

eu pelo menos tempo aprender com a dor.

ao menos a maledeta serve para algo rs

carinho

Assis Freitas disse...

se não fica o visgo é porque não havia liga, aí tudo se confunde em finais. abraço

Denise disse...

Freitas

sem liga não ha lembranças,nem saudades
resta apenas a indiferença.

adorei que tenha vindo

carinho

Bruna Menezes disse...

Adorei seu blog. Estou seguindo :D
Obrigado por seguir o meu também.

Denise disse...

Bruna
Nada mais natural,te vi como seguidora e fui conhece-la....e GOSTEI!

afagos

Em busca de mim disse...

Denise, obrigada pela visita.Seu blog me inspira, e seus contos nos são super reais! São reais sim!

Denise disse...

Nessa busca de nós mesmas (Em busca de mim rs)

todas ja conhecemos um assim rs

afagos

IVANCEZAR disse...

Oi Denise.
Ando a mil pelo Brasil, por isso passo rápido ....
Sabe, a indiferença ao contrário do ódio, que é estéril e não se reproduz, é cruel e maltrata....Bjs

Denise disse...

Ivan
Que bom q andas pelo Brasil..esse novo varonil que sempre encanta.Fico feliz.

sempre grata pela visita,mesmo que rapida

afagos

Daniel Savio disse...

As vezes nos tornamos chatos e nem notamos...

Principalmente quando sufocamos alguém que a gente supostamente ama.

Fique com Deus, menina Denise.
Um abraço.

Denise disse...

Ou que lhe é indiferente não é Daniel?
Neste caso.......pessoas com umbigos gigantes tendem q nem olhar do lado.

afagos

Barbara disse...

Mulheres imaginam e homens pensam - só que premeditadamente, até porque não pode ser diferente / eles não sabem mudar, transformar, transcender, nada.
Em uma vida plena de supostos amores, só vi 1 homem dar 1 passo - de formiga ( e olhe que sou meio antiguinha)

Denise disse...

Barbara
eu antiga tb rs e especialista em mudar, transformar, transcender e tb em resnascimentos.
Diria que alguns melhoraram muito,mas ha muito ainda a aprender.
seria uma questão hormonal? (rindo)

afagos transcendentais