10 junho, 2009

Com meus botões...


Então...

Acho que estamos precisando conversar.
Percebo você meio perdida.
Quem disse a você que precisa confessar admitir ou deixar de admitir alguma coisa.
Fala sério De, não acha que você pensa demais?
Qual o problema de admitir que quer um amor?

Medo do ridículo?

Como dizia Drummond:
“Todas as palavras esdrúxulas, como os sentimentos esdrúxulos, são naturalmente Ridículas.
Entregar-se a um amor ridículo, se sentir ridículo por isso a ponto de se tornar ridículo no futuro por medo de ser ridículo novamente faz sentido?”

Me diz,o que é ridículo?
Vale a pena nominar, criar regras, limitar-se para manter-se com a imagem que tinha até hoje, mas sentir-se só?
Logo você, que tem se livrado de forma tão bacana dessa coisa de imagem.
Isso sim é ridículo!
Você tem medo de admitir que tem medo de que admitindo tenha que ir à luta desse querer e dar com os burros n'água?
Meu bem... viver as vezes dói - mas sara, você já sarou tantas vezes! Se olhar bem, hoje até agradece a dor que te fez crescer um tanto e te fez estar em busca de melhorar mais e mais .
Poxa Denise!As pessoas não são iguais, não precisam seguir padrões de existência, de felicidade...
Você nunca foi igual, lembra quanto tentou adaptar-se e nós sabemos que tentou de forma quase obstinada a ponto de adoecer?
Até que um dia percebeu que estava escolhendo a escolha dos outros.
Tinha status, tinha comodidade e até o tolo respeito daqueles que se acostumaram a viver vida de fachada.
Mesmo assim, foi lá e, com todas as dificuldades, saiu da zona de conforto para viver as coisas que queria.
Só falta agora me dizer que quer retroceder, que para manter isso que você foi até ha pouco, vai se conformar.
Ora, faça o favor!
Você nunca foi de se conformar.
Pare, admita pra você o que quer.
Lembra quando reencontrou umas amigas desse tempo que tentava ser igual, sentiu-se tão deslocada, era criada pra cá, babá pra lá, grife sei lá de onde, crianças, maridos, amantes...
Doeu, não foi?
Doeu ver que tinha perdido tempo sendo quem não era, mas você saiu-se de tudo tão bem.
Ser diferente faz sofrer, assusta...
Por que a busca por felicidade onde nunca dantes ela foi encontrada é ameaçadora.
Mas olha, se reparar bem verá que não ha problema nenhum em ser diferente, muito pelo contrario, problema é querer ser o que não se é.

Viveu um bocado de coisa, umas, hoje, você até se pergunta se deveria ter vivido, isso não importa,viveu, está vivido, serviu de aprendizado.
Se reparar bem, quando acontecia você gostou, isso é o que vale.
Hoje já não te serve. A vida é assim, a gente muda, as roupas encolhem ou agente cresce, ou então emagrece e elas não nos servem mais.
Hoje novamente você chegou a um ponto de sua caminhada que o que andava vivendo já não basta.
E dai, muda o rumo.
Não quer o vazio de alguns relacionamentos eventuais, normal, tem quem goste,você já gostou, é bom, para muitos é o ideal, mas hoje não é o que te faria vibrar.
Assuma!
Ah tá, assumir te faz admitir que quer e querendo tem que conseguir senão será uma fracassada, ficará frustrada?
Grande coisa!
Frustração não mata, pode até amargar um pouco, mas você já se recuperou de muitos amargores enchendo eles do doce que há em você.
O que te pergunto é:
Porque dá tanta importância à imagem que possa passar?
O que importa mesmo, o que importa de verdade Denise, é o que você quer, porque a vida é sua (nossa rs), e só você vai vive-la, na hora que doer, vai doer em você, no momento que te fizer vibrar será você a vibrar.
Foda-se se ontem você gostava de verde e hoje odeia.
Foda-se se você achava que homem era bom de borracha e hoje quer um ombro.
A vida muda, as necessidades mudam, as impressões do mundo mudam.
Já sei você tem medo de iludir-se e ficar parecendo adolescente?
Qual o problema nisso?
Amar é tão legal, vale tanto à pena, mesmo que faça sofrer.
Já sei, amar você faz bem, o que você quer é reciprocidade, mas como vai ter isso se nem tentar?
Está na hora de parar de ser extremista. Uma história de amor não tem que ser conto de fadas.Isso não existe.

Lembra de Drumond?

Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.
Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Ou seja Denise...
amar é uma tremenda falta de amor próprio.
Esta bem, esta bem, você vai falar que demorou anos para aprender a se amar, lá vem você de novo com sua mania de extremos...
Não estou falando pra não se amar, até porque a gente esta cansada de saber que ninguém é o ar de ninguém.
Não precisa precisar do amor e de amar e ser amada por alguém, mas pode ansiar por isso, pode querer viver isso.
Não estou prometendo que não vai doer.
Dói, machuca, deixa bobo, acaba com a razão, mas você tem que admitir: é muito bom!
Não há problema nenhum em querer amar, ser amada, desejada, querer se dedicar como mulher a alguém, entregar o corpo com sentimento.

O que é pra ser bom, bacana, que pode te trazer tanto contentamento, tu faz um drama.
Canaliza essa energia para o TEU (nosso) bem.
Você não precisa cair na putaria nem ser casta, não precisa de nada, De.
O importante, Denise, é que você tem bases para viver o que você quiser, o resto você pode mudar quando quiser. Seu corpo, seus amores, suas crenças, seu querer, seu prazer...
Ah e solte os freios, já dizia algum sábio que nem lembro quem:
"A Prudência é uma rica, feia e velha donzela cortejada pela Impotência."
E sabe,mesmo que você por medo nem queira olhar,tem homem que jamais suportaria uma mulher conformada e mediana como as muitas que agente esta cansada de conhecer.

Vamos lá,sem falsa modestia,você é bacana, animada, amiga, culta, obteve a muito custo independência,charmosa,sensual (calma calma olha o exagero rs)uma mulher inconformada com o mundo, quer evoluir, aprender, SER com todas as letras e tudo que se encerra na palavra e seu significado.
Quando enfim aprender a aceitar-se sem extremos, sem cobranças absurdas, aceitará os fracassos, os medos,os desejos mais obscuros e até os mais simples.

Pra encerrar esse papo de mim pra mim mesma (sempre fomos malucas mesmo!):
Admita, fale em alto e bom som.
Você quer poder acordar de madrugada, olhar a pessoa que está com você dormindo e saber que se quiserem poderão acordar juntos, que quem sabe até façam amor, ou apenas se abracem relembrando a noite e fazendo planos para outras noites futuras.
E que quando essa pessoa sair pela porta, você não se sinta vazia, porque terá a certeza de que estão construindo uma relação juntos e que amanhã ou no próximo fim de semana poderão estar juntos novamente.

Denise

36 comentários:

Amiga do Cafa disse...

Feliz de ler seu texto !
Lindo.
Uma conversa esquizofrênica, intensa , verdadeira.
Você abriu sua alma. Despiu-se .
Quantas pessoas não vivem todas essas dúvidas e incertezas ?
Quantas não querem AMAR mas são impedidas pelo medo ?
E assim vamos vivendo de um lado para o outro cheios de auto-suficiência, diga-se : Uma falsa auto-suficiência.
E agora ? Amar e desamar. Amar e malamar.
Eu tive um professor de Latim que vivia repetindo Dalva de Oliveira. Ela dzia : " O amor é o ridículo da vida".
Queremos ser intensamente ridículos. É raro. Mas bom quando acontece.
Adorei a sugestão da música.
Bom feriado 1

Fofa disse...

Foooooooooofa, do céu!!!

Que bela metáfora pra ilustrar seu texto!
Nada como o Mr Grilo Falante, o Sr Ego, pra ilustrar a "outra Denise".
Olha... Acho que não tem coisa mais saudável do que escrever para ler.Até pq quando se escreve, se decreta, e quando se lê, se digere!

To orgulhosa dessa sua conversa que teve com vc mesma!
E tenho certeza que vc tbm esta!

ADORO!

Beijocas

Denise disse...

Linda amiga do Cafa.
è......agente tem q despojar-se do medo......e admitir as coisas q deseja.

Se der certo OTIMO senão OTIMO tb.......Resolvi ( e olha q foi quase um parto rs)

Que não quero olhar pra traz e saber q quis ,desejei e não fiz NADA por isso. Ai sim seria fracasso não é?

TO TAOOOOOOOO FELIZ

grata por ter vindo.....fico feliz q tenha gostado da musica

carinhos

De

Denise disse...

O Grilo foi TUDO não foi Fofa?
acredite.........foi um parto essa postagem......como é complicado romper um padrão.
mas vc tem razão estou MUITO ,mas MUITO orgulhosa de enfim ter dado à LUZ.

beijos e carinhos de alguem feliz

De

Avassaladora disse...

Denise,

Que catarse!!!

Isso é que podemos chamar de exorcizar os demônios...rs

Amiga, confesso que me sentar ao meu lado e bater um bato assim comigo mesma me assusta...
O interessante, que ao ler vc, era como se fosse eu mesma!

Quantas conversas (sua)que poderira ser eu comigo mesma...

Essse mergulhop dentro de vc foi algo assim indescritível. Não é fácil, e como sei disso, admitir nosso necessidade de amar e rememorar um passado que foi uma vida vivida, ( eu também recomecei do zero, estou recomeçando...) é dificil demais moça...

Lavar a alma, minha querida! E a sua, tenho certeza, hoje está mais limpa, depois de um mergulho em águas abissais!!!



Beijos, carinhos, e um lindo dia!


Alice

Denise disse...

Alice Alice
Acredite....isso esta sendo escrito ha semanas,meses eu diria.
Quase um parto,dolorido,revelador,
angustiante e tambem esperado.
Há coisas que precisam ser trabalhadas e admitidas.
Confesso a você que ainda dá vontade de voltar correndo a zona de conforto ,velha conhecida.
E foi justamente por isso que escrevi,e postei.
Agora não tem como dizer q não sabia não é? rs

(eu diria que me encontro na sala pós parto,dolorida e anestesiada e confesso ,assustada pois não sei cuidar dessa cria nova rs)

Mas(eles sempre existem)........como disse a mim mesma posso fazer o que EU quizer a vida é minha rs
Adorei que tenha vindo e que tenha entendido ,comentado e ate ajudado

Recomeçar todos os dias

beijo

De

Avassaladora disse...

Denise, voltei para falar de Drummond...
Falar da poesia de deixaste para mim...

Poesia que é o retrato de mim...rs

Um retrato do meu momento...

Sobre a zona de conforto...vontade de voltar correndo... saudade...


Querida, quando descobrimos o que existe ao largo, dessa zona de conforto, não a queremos mais...

A vida é feita de ciclos ( clicê...rs), E ao encerramor um, não dá pra voltar atrás...

Sabe por que?

Porque já vivemos o que tinha de ser vivido... Já provamos de todos os mels e fels ( existe plural pra isso?rs)( se não, faz de conta que é licença poética...rs)

Agora queremos a doce cicuta da liberdade, da vida bebida no gargalo!

Chega de pequenas dose em taças de cristal bacará...

Solte-se e viva!


Beijos!


PS: Prometo ser mais contida da próxima vez...rs
É que hoje amanheci rebelde...rs

Paull disse...

Olá olá gostei do seu comentário no meu blogue quanto a si não se esqueça que a vida não espera por si tem de a viver rapidamente Um Abraço Paull.

RP disse...

E tenho dito!!! rs

Denise disse...

e Pauli

Lenina parece saber das coisas quendo fala sobre isso
Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão rara
A vida não pára não...


As vezes é preciso apenas dar atenção...
Estou dando

grata pela visita
Denise

Denise disse...

RP como tu é bobo........só consegui escrever isso por conta da nossa longa conversa em q vc me enquadrou.me jogou na parede.......disse q eu tinha q parar de ser besta etc etc (como ce me maltrata rs)
e vem oce e escreve só isso .
paiaço rs

ADORO vc viu

de

Mauri Boffil disse...

que lindo! um pouco louco, mas lindo!

Mara faturi disse...

...E pariu bonito, sem vermelhos , exageros, num agridoce para lavar a alma; ADOREI!!!!
Agora e zelar pela "cria". Uma dica: visite-a todos os dias, leia para ela baixinho , conte estes teus desejos lampejos,ela crescerá forte , saudável e te dará flores e perfumes , você exalando poesia por aí...que Denise sedutora, eu me encantaria, rs,rs...
grande bjo!
*voltarei aqui...

A Língua Nervosa disse...

arrasou!
só vc mesma pra falar tb com você mesma!
:)
pq vc se conhece melhor do q ninguém...sabe das suas vontades mellhor do que ninguém, portanto...viva os seus desejos e não ligue pra ninguém!
:)
bjs
bom feriado!

Denise disse...

Mauri amore

Sabe pq deve ter achado meio louco ?
Pq não sei fazer drama sem ser meio engraçado rs
mas acredite da um medão,
mas passa,to virando especialista em renascimento rs

(ops alguem ja escreveu isso rs)

beijocas

De

Denise disse...

Mara

Devido ao medo,porque dá medo rs

to tão bobona,.....esse cuidar,contar historias em sussurros,acalentar,foi tãooooooo bommmmm

grata viu

linda demais vc

De

Denise disse...

Viviam
Menina nem te conto,e era uma querendo falar mais que a outra.
Essa historia de ter "grilo falante" cheio de bons argumentos é F.

rindo

adorei vc aqui,como sempre

beijo

De

básica disse...

De,
Este diálogo que vc fugiu de ter e agora o faz, tem muito mais implícito do que explícito, tem um auto aceitar-se , um auto reconhecimento e sobre tudo um auto amar-se, e uma necessidade de ter documentado a mudança gritante que vc está vivendo, pode ter certeza de que sem máscaras , assumindo os medos e os desejos certamente a VIDA vai se encarregar de responder ao que vc procura....

beijo minha amiga,

Denise disse...

basicoisalindaminha
Tu sabe ah como tu sabe

em palavras gestos.......ta sempre pertinho vendo ,acompanhou ate as dores do parto rs
e haja dor eim rs!

mas disso tudo tem uma coisa engraçada sabia.

um certo rapaz leu a postagem........acredita q se desculpou e escafedeu-se.
esqueci de contar que para viver isso tinha q ser O HOMEM CERTO....e q enquanto não aparecesse dava pra se divertir com o homenzinho errado,mas esse de tão errado sumiu (gargalhada)
Será que achou q eu ia grudar?

beijos desgrudados
De

RP disse...

Como assim SÓ isso????
Depois de tudo que falei.... e depois de você colocar tudo que conversamos nesse post lindo, verdadeiro... como você pode dizer SÓ isso???? rs

LIBERTA!!!

Denise disse...

Uai RP
ce acha que eu deveria ter dado os direitos de autoria a vc ? (gargalhada) quem pariu fui EUUUUUUUUUU
voce só ajudou naquela hora que me jogou no chão,pisou no meu lindo pescocinho e disse
LIBERTA Denise !
(logico q antes disso declamou Drumond pra mim né rs)
adoro
De

Francisco disse...

Querida amiga!
Sem falsos elogios, até porque você não precisa, eu mais do que nunca te admiro.
Não só por este texto honesto, claro, profundo e sem frescuras, mas por tudo o que já li no teu blog.
Adoro pessoas "inteiras" como você, sem meias palavras, sem querer ser a boazinha do pedaço. Enfim, mulher de verdade!
E mulher assim, minha Deusa, às vezes sofre...mas não cai!
Um grande beijo do seu admirador (à moda antiga) Rsrsrsrsrsrsrs.

Denise disse...

lonnnnnnnnnnnnnnnngo suspiro

Ah Fran
Não sou do tipo que curte novelas,muito menos as tais mexicanas,o papel de vitima é uma mortalha que não me serve,sou Dona de minhas escolhas e pago o preço tim tim por tim tim das muitas erradas que fiz.
Por isso,mesmo uma verdade dolorida que me leva ao medo do desconhecido,não poderia ser diferente,(amo risadas e gosto mais de minhas gargalhadas)
Porem.....(adoro esses porens me dão a certeza que sempre é tempo de usa-los em MEU favor rs)
Nesses momentos mais frágeis,é bom um colo e um ombro,ainda mais se for a moda antiga rs

ADOREI viu
(ainda to na paquera viu oooooo esse trem de amiga pode estragar as noites torridas de amor e sexo ) rs

De

ONUBIUS disse...

Eu estava justificando-me o caminho a seguir seus passos, agora que sou, sua letras são mais do que justificado...


Abrazzzusss

Denise disse...

Onubius

Grata pela visita
é sempre bom fazer novos amigos

De

Ric disse...

Eu também tenho altos papos comigo mesmo.
Isso foi demais!

Beijos!

Denise disse...

Ric

Não foi eu comigo bobo foi o Grilo rs

carinho de grilo rs

De

Paula disse...

Teu texto tornou meu dia mais tranquilo...como é bom saber que quando alguém sai pela porta não significa uma despedida, e sim uma relação construída aos poucos....juntos...constantes....
Isso é ótimo, me inspira e me impele....
Beijão!
Bom dia dos namorados!

Ernani Netto disse...

Menina, você escreveu, mas, me senti retratada! Nunca consegui me enquadrar...e, todas as vezes que me forcei, não deu certo.

Adorei!

Bjs

Ernani Netto disse...

Nossa, será que mandei o comentário pelo blog do Ernani? agora que eu vi que o dele está aberto... rsrsrs... espero que não!

Bjs

Sylvia

Anônimo disse...

Essa quantidade de dúvidas, questionamentos, anseios, desejos, e mais dúvidas, etc. etc., tem uma explicação: falta uns tapas! Mulher que o homem dá muita corda, dá nisso. Fica pensando, sonhando, divagando. Inventa de escrever. Daqui a pouco vai querer trabalhar fora. Tem que levar no cabresto! E dar umas palmadas de vez em quando. Aí toda essa angústia desaparece. Dá o endereço do cidadão que eu mando umas dicas prá ele.

Denise disse...

Paula

A diferença entre querer e precisar é gritante,quando agente apenas quer,sem que o outro seja o nosso mundo,todos relaxam e sem posse nem obsessão sempre dá vontade de voltar não é?

Sempre feliz de ter vc aqui

De

Denise disse...

Sylvia
relaxa

Eu entendi,você fica ai toda apaixonada e esquece que esta no PC do Neto rs

Gostoso esse esquecer não é?


adorei que tenha vindo

beijo
De

Denise disse...

Sr anõnimo
Eu adoroooooooo gente que sabe brincar.

prepare-se tu virara postagem

beijos declarados

De

Ah em tempo trabalho fora TAMBEM rs

P. disse...

Denise!
Primeiro, muitíssimo obrigada pelo seu comentário no Barbatanas. Acho que estamos passando por um período de dúvidas similares. Mas... tem coisa mais chata que tudo resolvidinho? hehe
Li seu texto e me identifiquei totalmente. O medo congela. E o que é frio não ama. Tô tentando.
Beijo

Denise disse...

Sabe P.
Agente ate pode errar a mão,mas não desiste não é?

Se tu soubesse quanto curto o que tu escreve...

menina talentosa vc

gosto

De