09 novembro, 2008

Para não esquecer...

Nós duas felizes em nossa empreitada .

Eu descobrindo estações de metro que nem sabia existir, e olha que quem não é paulistana é você.

Lembra das risadas, do sorvete, de como por mais horas que fiquemos juntas sempre temos tanto assunto?

Lembra também que na noite anterior, ao ser tão bem recebida lá na festa no Dominna, e termos nos divertido a falar,com códigos que só nós duas compreendemos, na hora de deitar,você caindo de sono (e de cerveja demais), queria dormir e eu vindo com um:


- NOSSA BA, descobri que sou MARA








Você, com aquela cara de sono, falou:

- Uai (coisa de mineira né!), o que é isso de Mara?

Eu, na minha modéstia atual, potencializada pela emoção de perceber-me tão gostada, virei e disse:

- Uai, sô, Mara de MARAVILHOSA!

Você até acordou, tal foi a gargalhada e o abraço que me deu, acrescentando mais uma coisinha a minha estima, dizendo.

- Uai, ocê parece bestada, sempre foi e nunca tinha percebido... rs

Lembra quando disse que éramos singulares e eu disse:


- Não, não, não, moça, somos plurais e ímpares.


E não é que para sair da estação havia uma saída par e uma ímpar e a escada rolante estava na saída ímpar, coincidências não existem meu bem, saímos pela ímpar porque assim somos... rs

Também se lembra da tarde?

Como estava delicioso, não é?

Com gente com G , E, N, T e E (tudo em maiúscula) que tem conteúdo nos percebendo .

E a volta, então, a expressão da querida amiga que gentilmente nos dava uma carona, ouvindo aquelas musicas do tempo de Afonsinho?
(Falando nisso quem é esse Afonsinho, eim? Rs)

E quando perguntaram se íamos na festa mais a noite, ansiosas que estavam em ter mais a nossa companhia,assim como nós a delas.

Você, depois de tanto lembrar e ser lembrada, além de sentir-se assim como eu,
de como somos admiradas e gostadas, tem alguma dúvida de que somos MARAvilhosas, ímpares,cheias de reticências e absolutamente especiais?

Eu tenho me lembrado disso e de tantas outras ocasiões

- e não tenho mais dúvidas.

De

4 comentários:

básica disse...

De....

Essas lembranças ficarão pra sempre gravadas na retina do lado FELIZ de meu cérebro.
A amizade com você, me torna tão eu, que vou pra um baile de máscaras usando o meu rosto, porque você me ajuda em todos os dias a ver que não há o que sermos além do que somos, e eu te ajudo a assimilar seus ensinamentos para a sua própria vida.
Mentiiira que a gente não se acha MARA!!! Mas é verdade que precisamos uma da outra para jogar holofote em nossas estimas...

Continua sempre do jeito que vc é.. e sempre me querendo por perto....

Beijocas amiga....

Vanessa {DL} disse...

pois é, Licia linda...

Gente e Amizade!!!!

esse é um dos tesouros mais valiosos podemos ter em nossa vida, que temos a graça de encontrarmos e reconhecer em nossos caminhos...

a felicidade da vivência dessa linda e crescente amizade, é sentida, admirada e saudada daqui!!!

faz gente como eu, se sentir feliz também!!!

que esta amizade e carinho só cresça e que talvez, um pouco compartilhada, com gente que é fãzoca sua!!! rs

Beijos alegres à você e a Básica!!!

Vanessa{DL}

Mestre disse...

Lícia,

Fico muito feliz de sua amizade com a básica, sei como essa amizade faz bem as duas. Te gosto mais ainda por isso.

Beijos

Mestre Splinter

AD_{Claudia} disse...

Meu Deus! Haja coração pra ler o que escreve Lícia rs. "Básica, que de básica nada tem" é realmente um motivo pra se acreditar nas pessoas, pra se entregar nas amizades e amar muito...

Sabemos que momentos bons, são pérolas que devemos cultivar e aproveitar.

Além de todas as qualidades da nossa amiga, ela ainda me proporcionou o prazer "plural e ímpar" rs, de conhecer você e poder te desfrutar...

Bj grande pras duas amigas lindas que tenho.